Teatro e Comunidade: interseções em contínua construção

Autores

  • Hugo Alves Cruz ESMAE-IPP (Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo - Instituto Politécnico do Porto) IELT U. Nova de Lisboa (Instituto de Estudos de Literatura Tradicional - Universidade Nova de Lisboa) e PELE

Palavras-chave:

Teatro, Comunidade, Participação, Criação Colectiva

Resumo

Este artigo propõe-se apresentar diferentes perspectivas para a definição do campo de ação e pensamento do Teatro e Comunidade destacando os pontos convergentes e divergentes que daí emergem. É salientado o caso concreto da PELE, estrutura artística do sul da Europa (Portugal), que procura concretizar o equilíbrio entre ação e reflexão neste domínio, recorrendo-se ao exemplo do seu último espectáculo MAPA_o jogo da cartografia. O texto termina com um ensaio- síntese de aspectos fundamentais para o Teatro e Comunidade.

Biografia do Autor

Hugo Alves Cruz, ESMAE-IPP (Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo - Instituto Politécnico do Porto) IELT U. Nova de Lisboa (Instituto de Estudos de Literatura Tradicional - Universidade Nova de Lisboa) e PELE

Programador cultural, encenador, professor na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo – Instituto Politécnico do Porto (Portugal) na área de "Teatro e Comunidade", co-fundador e diretor artístico da PELE (www.apele.org), investigador do Instituto de Estudos de Literatura Tradicional – Universidade Nova de Lisboa, consultor artístico no âmbito do espaço público de várias estruturas artísticas nacionais e internacionais. Coordenador do livro “Arte e Comunidade” editado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Referências

ACTA. Coast: Crossing Borders in Community Theatre. Bristol: Acta Community Theatre, 2013.

BEUYS, Joseph. Cada homem um artista. Porto: 7Nós, 2011.

BISHOP, Claire. Participation and Spectacle: Where Are We Now? Lecture for Creative Time’s Living as Form. New York: Cooper Union. 2001

BOAL, Augusto. Técnicas Latino Americanas de Teatro Popular. Coimbra: Teatro Centelha, 1977.

BOEHM, Amnon & BOEHM, Esther. Community Theatre as a means of empowerment in social work: A case study of women’s community theatre. Journal of Social Work, 3 (3), Michigan, 2003, p.283 – 300.

COHEN-CRUZ, Jan. Local Acts: Community-based Performance in the United States. London: Rutgers University Press, 2005.

CRUZ, Hugo (Coord.). Arte e Comunidade. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, PELE e

Dgartes, 2015.

ERVEN, Eugène van. Community Theatre: Global Perspectives. London: Routledge, 2001.

LEÃO, Delfim. O Mapa e a singular identidade nortenha. In: CRUZ, Hugo (Coord.) Mapa_o jogo da cartografia (desenho em palavras). Porto: PELE, 2015.

RANCIÈRE, Jacques. Estética e Política: a partilha do sensível. Porto: Dafne Editora, 2005.

SCHER, Edith. Teatro Comunitário Argentino: 1983-2014: paixão, trabalho e alegria. In: Arte e Comunidade. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, PELE e Dgartes, 2015.

Downloads

Publicado

05/05/2017

Como Citar

Cruz, H. A. (2017). Teatro e Comunidade: interseções em contínua construção. Olhares, (4), 24-30. Recuperado de https://www.olharesceliahelena.com.br/index.php/olhares/article/view/68

Edição

Seção

Pedagogia das Artes da Cena