Feminicídio, luto e violência juvenil na trilogia de Carmen Ollé

Autores

  • Hugo Villavicenzio Universidade Estadual Paulista (UNESP). São Paulo, SP.

Biografia do Autor

Hugo Villavicenzio, Universidade Estadual Paulista (UNESP). São Paulo, SP.

Ator, diretor, professor, mestre em Artes pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e tradutor de teatro. Formou-se pela Escola Nacional de Arte Dramático de Lima (ENAD), em 1974, e em Comunicação Social pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP. Foi discípulo de Alonso Alegría, Atahuallpa del Cciopo, Luis Alavarez, Alícia Saco e Augusto Boal.

Referências

BORGES, Jorge Luis. Arte poética. Seis conferências sobre poesia proferidas em inglês na Universidade de Harvard durante o curso 1967-1968 traduzidas por Justo Navarro. Barcelona: Editorial Crítica, 2001, p. 15-35.

GONZÁLEZ VIGIL. Ricardo. Carmen Ollé: retrato de una joven impúdica. Lima: Jornal El Comercio suplemento dominical, 4 de julio 1982, p. 18.

OLLÉ, Carmen. Pista falsa. Lima: Edições El Santo Oficio, 1999.

___________. Por qué hacen tanto ruido. Lima: Intermezzotropical, 2015.

___________. Tres piezas Nô. Lima: El gato descalzo, 2013.

OVIEDO, Jose Miguel. Estos Trece. Lima: Mosca Azul Editores, 1973, p. 19-20.

REISZ, Susana. Prólogo de Por que hacen tanto ruído. Lima: Intermezzotropical, 2015, p. 9-17.

Downloads

Publicado

25/08/2018

Como Citar

Villavicenzio, H. (2018). Feminicídio, luto e violência juvenil na trilogia de Carmen Ollé. Olhares, 5(1 e 2), 68-78. Recuperado de https://www.olharesceliahelena.com.br/index.php/olhares/article/view/99

Edição

Seção

Dramaturgia latino-americana