A direção de L’illustre Molière

Autores

  • Mariângela Alves de Lima
  • Maria Thereza Vargas

Resumo

Mariângela Alves de Lima e Maria Thereza Vargas entrevistam Sandra Corvelone sobre a direção de L’illustre Molière e elaboram uma síntese

Sandra Corveloni iniciou suas atividades teatrais no Curso Técnico de Artes Cênicas no Teatro da Universidade Católica – TUCA. Ligou-se ao Grupo TAPA, primeiramente frequentando suas oficinas, depois como atriz e diretora. Fundou, em 2011, a Cia D’Alma dirigindo com sucesso o espetáculo L’illustre Molière. No Festival de Cannes, em 2008, ganhou o prêmio de Melhor Atriz por seu trabalho no filme Linha de passe

Biografia do Autor

Mariângela Alves de Lima

Pertenceu à primeira equipe de Artes Cênicas do Departamento de Informação e Documentação Artísticas/ Divisão de Pesquisas (da qual foi diretora). Participou de pesquisas e redação de textos reflexivos sobre as propostas da Área. Foi crítica teatral do jornal Estado de S Paulo.

Maria Thereza Vargas

formada em Dramaturgia e Crítica Teatral pela Escola de Arte Dramática de São Paulo. Pertenceu à primeira equipe fundadora do Departamento de Informação e Documentação Artísticas (Idart) da Secretaria Municipal de Cultura, coordenando e participando de várias pesquisas sobre teatro, na equipe de Artes Cênicas.

Downloads

Publicado

14/08/2015

Como Citar

Lima, M. A. de, & Vargas, M. T. (2015). A direção de L’illustre Molière. Olhares, (3), 32-35. Recuperado de https://www.olharesceliahelena.com.br/index.php/olhares/article/view/52