Se for culpado, ai de mim: ou o livro de Jó, uma tragédia?

Autores

  • João Pedro Castro da Luz Escola Superior de Artes Célia Helena UNESP

Palavras-chave:

Livro de Jó, Bíblia, Tragédia, Prometeu acorrentado

Resumo

O presente artigo busca responder se o Livro de Jó, concebido por volta do século V a.C., pode ser considerado uma tragédia, assim como as tragédias gregas, escritas por volta do mesmo período, através de uma análise comparativa deste livro com Prometeu acorrentado e da utilização de alguns conceitos dados pela Poética, de Aristóteles, para a concepção de uma tragédia, como a necessidade de prólogo, epílogo, êxodo e coro. Não esquecendo as diferenças entre as culturas grega e hebraica, de onde Prometeu acorrentado e o Livro de Jó surgiram.

Biografia do Autor

João Pedro Castro da Luz, Escola Superior de Artes Célia Helena UNESP

Bacharel em teatro pela Escola Superior de Artes Célia Helena (ESCH) e em Arte, Teatro, pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)

Referências

ARISTÓTELES. Poética e tópicos I, II, III e IV. São Paulo: Hunter books, 2013, 192 p.

Bible Hub. 2004-2017. <http://biblehub.com/ > Acesso em 29 de 11 de 2017.

Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2002, 2216 p.

CASSAIS, José. Bíblia Online SNT. s.d. <https://bibliaonlinesnt.blogspot.com.br/2017/01/septuaginta-jo-capitulo-42.html> Acesso em 27 de 11 de 2017.

ÉSQUILO, SÓFOCLES E EURÍPEDES. Prometeu Acorrentado; Ajax; Alceste. Terceira edição. Tradução: Mário da Gama Kury. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993.

LESKY, Albin. A tragédia Grega. São Paulo: Perspectiva, 2015, 312 p

ORNELLA, Ednéa Martins. Jó 14,13-17: significado teológico em seu contexto histórico-social.2013. Dissertação (Mestrado em Teologia) – Pontifícia Universidade Catolica do Rio de Janeiro- PUC-RJ, Rio de Janeiro, 2013, p 109.

PLATÃO. Protágoras. Pará: Editora da Universidade Federal do Pará, 2002..

Downloads

Publicado

24/07/2019

Como Citar

Castro da Luz, J. P. (2019). Se for culpado, ai de mim: ou o livro de Jó, uma tragédia?. Olhares, 6(1 e 2), 52-59. Recuperado de https://www.olharesceliahelena.com.br/index.php/olhares/article/view/108