Memória afetiva & ações físicas: apropriações do teatro ao cinema

Autores

  • Sabrina Greve Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Atuação, Memória afetiva, Stanislávski, Lee Strasberg

Resumo

Este artigo analisa a origem do exercício da “memória afetiva” no trabalho do ator, a partir da visão de K. Stanislávski, das apropriações realizadas por Lee Strasberg no Actors Studio e de suas possíveis aplicações tanto no teatro como no cinema.

Biografia do Autor

Sabrina Greve, Universidade de São Paulo

Atriz e cineasta. Mestre em Meios e Processos Audiovisuais pela Universidade de São Paulo. Graduada em Comunicação Social – Cinema, pela Fundação Armando Álvares Penteado (2010). Integrante do Centro de Pesquisa Teatral dirigido por Antunes Filho (1996-2002). Foi contemplada com 17 prêmios de melhor atriz no cinema em festivais nacionais e internacionais.

Referências

BARON, C.A. Before Brando: Film Acting in The Hollywood Studio Era. 1996. 279 f. Dissertação (Doutorado) – University of Southern California, California, 1996.

BOLESLAVSKI, Richard. A arte do ator: as primeiras seis lições. São Paulo: Perspectiva, 2015.

BRANDO, Marlon. Brando: canções que minha mãe me ensinou. São Paulo: Siciliano, 1994.

CARNICKE, Sharon Marie. Lee Strasberg’s paradox of the actor. In: LOVELL, A; KRAMER, P. (Ed.). Screen Acting. Londres: Routledge, 1999.

________. Screen Performance and Director’s Visions. In: BARON, C. More Than a Method: Trends and Traditions in Contemporary Film Performance/ edited by Cynthia Baron, Diane Carson, e Frank Tomasulo. EUA: Wayne State University Press, 2004, p. 42-67.

DAMÁSIO, António R. O erro de Descartes: emoção, razão e o cérebro humano. 3º ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

DIDEROT, Denis. Diderot: Textos escolhidos. Trad. Marilena Chauí, J. Guinsburg. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

EISENSTEIN, O Sentido do Filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990

GARFIELD, David. A Player’s place. New York: Macmillan Publishing, 1980.

HIRSCH, Foster. A Method to their Madness: The History of The Actors Studio. New York: De Capo Presse; 2001.

HODGE, Alison. Actor Training / edited by Alison Hodge – 2nd ed. London, United Kingdom: Taylor & Francis Ltd, 2010.

NACACHE, Jacqueline. O ator de cinema. LISBOA: Edições Texto&Grafia, 2012.

PUDOVKIN, O Ator no Cinema, Rio de Janeiro: Casa do Estudante, 1956.

________. Stanislavsky’s System in the Cinema. The Anglo-Soviet Journal, Russia, p. 33-44, set./out. 1952. Disponível em: <http://www.unz.org/Pub/AngloSovietJ-1952q3-00034>. Acesso em: 03 nov. 2017.

ROSS, Lilian; ROSS, Helen. The player: a Profile of an Art. New York: Simon and Shuster, 1962.

SILVA, Andréia Elisete Barros. Vakhtangov em busca da teatralidade. 2008. 117f. Disssertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto das Artes III, Campinas, 2008.

STRASBERG, Lee. Um sonho de paixão. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1990.

________. The Lee Strasberg Notes / [compiled and edited by] Lola Cohen. New York: Routledge, 2010.

VÁSSINA, Elena; LABAKI, Aimar. Stanislavski: vida, obra e Sistema. Rio de Janeiro: Funarte, 2016.

ZOLOTOW, Maurice. “Here's Where Actors are Born”. The Saturday Evening Post, EUA, v. 217, n. 41, p. 26, abr. 1. Disponível em: <http://www.theactorswork.com/2016/07/the-best-acting-teacher-you-never-heard.html>. Acesso em: 12 jul. 2017.

Downloads

Publicado

24/07/2019

Como Citar

Greve, S. (2019). Memória afetiva & ações físicas: apropriações do teatro ao cinema. Olhares, 6(1 e 2), 42-51. Recuperado de https://www.olharesceliahelena.com.br/index.php/olhares/article/view/105